Fernando Pessoa

Ir em baixo

Fernando Pessoa

Mensagem  Raijjin em Ter Ago 30, 2011 12:21 am

A INICIAÇÃO

Não dorme sob os ciprestes,
Pois não há sono no mundo.
................................
O corpo é sombra das vestes
Que encobrem teu ser profundo.


Vem a noite, que é a morte,
E a sombra acabou sem ser.
Vais na noite só recorte,
Igual a ti sem querer.


Mas na Estalagem do Assombro
Tiram-te os Anjos a capa:
Segues sem capa no ombro,
Com o pouco que te tapa.


Não tens vestes, não tens nada:
Tens só teu corpo, que és tu.
Por fim, na funda Caverna,
Os deuses despem-te mais,
Teu corpo cessa, alma externa,
Mas vês que são teus iguais.
................................
A sombra das tuas vestes
Ficou entre nós na Sorte.
Não 'stás morto, entre ciprestes.
..................................
Neófito, não há morte.
avatar
Raijjin
Maligno Iniciante
Maligno Iniciante

Mensagens : 12
Pontos : 66
Data de inscrição : 14/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fernando Pessoa

Mensagem  Raijjin em Ter Ago 30, 2011 12:22 am

O Encoberto

Que símbolo fecundo
Vem na aurora ansiosa?
Na Cruz morta do Mundo
A Vida, que é a Rosa.

Que símbolo divino
Traz o dia já visto?
Na Cruz, que é o Destino,
A Rosa, que é o Cristo.

Que símbolo afinal
Mostra o sol já desperto?
Na Cruz morta e fatal
A Rosa do Encoberto.
avatar
Raijjin
Maligno Iniciante
Maligno Iniciante

Mensagens : 12
Pontos : 66
Data de inscrição : 14/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum